Grease: Nos Tempos da Brilhantina

Na semana passada, no post da Babs, surgiu Grease entre os comentários. E meu nome para falar sobre. Em algum momento isso aconteceria, então não vou enrolar e vou falar de Grease aqui. Não sei se é minha especialidade, mas é um dos vícios que me dominam, então algo sei sobre. Vamos lá.
Bom, é perfeitamente aceitável que a minha caríssima Babs não tenha colocado Grease em seu Top 5 de filmes sobre dança. Por quê? Porque Grease não é um filme de dança, oras! Grese é um musical e, como tal, tem dança inclusa, mas não tem nenhuma relação com o enredo do filme.
O filme é baseado no espetáculo da Broadway que foi um sucesso estrondoso e até hoje é, ainda está em cartaz por lá. John Travolta, que faz Danny Zuko no filme, participou da peça de teatro fazendo, se não estou enganada, Doody, um dos garotos que faz parte do T-Birds, no filme interpretado por Barry Pearl. Zuko lidera os T-Birds, mas quem compra o carro que os transporta é Kenickie, interpretado por Jeff Conaway, que faleceu no último mês de maio. Os T-Birds estão completos com Michael Tucci interpretando Sonny e Kelly Ward como Putzie.
Depois de um romance com Sandy Olsen, interpretada por Olívia Newton-John, no verão, Danny volta para sua escola enquanto ela retorna à Austrália, seu país. Os planos mudam, e Sandy acaba no mesmo colégio que Danny, onde faz amizade com Frenchie (Didi Conn), que faz parte das Pink Ladies junto com Jan (Jamie Donelli) e Marty (Dinah Manoff), grupo liderado por Rizzo (Stockard Channing).
A história se passa nos anos 50, mas o filme é de 1978 e foi responsável pelo sucesso de John Travolta, porque, convenhamos "Os embalos de sábado à noite" não é nada perto de Grease. Aliás, "Os embalos de sábado à noite" é um filme de dança e caberia no post da Babs. A música tema do filme foi composta por ninguém menos que Barry Gibb, dos Bee Gees, grupo responsável pela trilha do Embalos, mas foi gravada por Frankie Valli. Os irmãos Gibb só gravaram a canção em 1997, no histórico show "One night only", que contou com a presença de Olívia Newton-John e com a colocação da voz de Valli em parte da música (veja aqui).
O filme não é fiel ao musical da Broadway, como descobri ao ler o livro escrito baseado na peça. Sou suspeita pra falar, afinal me criei vendo esse filme, mas é um clássico e, como tal, vale ser visto. Não vou colocar vídeos aqui além da abertura e do trailer, mas eles podem ser facilmente encontrados no youtube e, as duas músicas mais conhecidas, têm seus vídeos num post que eu fiz sobre o filme lá no meu blog. Então, vejam o trailer e a encantadora abertura e, espero, corram até uma videolocadora atrás do filme:





Ah, como curiosidade: foi feito Grease 2, mas não fez grande sucesso, apesar de ser protagonizado pela hoje tão conhecida Michele Pfeiffer.

6 comentários:

Pandora disse...

Esse filme é lindo! Sempre via falarem dele, um dia encontrei nas americanas e comprei! Ele é perfeito desde os primeiros minutos, eu me apaixonei pela história, pelas canções, pelas coreografias... Enfim é clássico e deu até saudades de assistir, acho que vou colocar pra rever, vale muito a pena e é lindo \o/

Luana Pagung disse...

Eu adoro esse filme! *----*
Primeiro: porque acho muito divertido, segundo: porque a época é linda, terceiro: porque a trilha sonora é ótima, e eu poderia seguir a lista de forma interminável.
Enfim, é lindo.

;*

Dayane Pereira disse...

Eu sou uma daquelas que confundem filmes sobre musica e musicais, rs
Mas esse é um dos musicais que mais gosto, é um clássico de fato.

Tati disse...

Um comentário nada haver com o post.
Queria que fosse possível comentar n página da descrição de cada uma, como não dá.
Enfim.

Gostei dos traços dos trejeitos rabiscados de cada uma, e me deu vontade de conhecer mais vocês.

Beijos.

Gosto daqui.

Allyne Araújo disse...

boa resenha!!!!!! gostei, e sim vou assisti-lo assim q possivel.. bjoo

Rebeca Postigo disse...

Adoro Grease!!!
Sou fã de musicais e este é um clássico...
Já assisti umas quinhentas vezes...
Hahaha...
Ótima dica, Ana!!!

Bjs