Entrevista com a Hot Girl- Bárbara Farias!

Quem quer saber um pouco mais sobre a Brasiliense Bárbara, ou melhor, Babizinha? Pois saibam que apesar da pouca idade (19 aninhos , gente) a guria já tem opnião e escreve contos eróticos com a maturidade de uma mulher mais velha!

1) Quando surgiu a ideia do GA, você esperava que o blog atingisse essa mistura de amizade, diversão e seriedade tão rápido?

Não, o que me surpreendeu bastante até da minha parte. Pensei que eu fosse incapaz de ter criatividade para manter ambos os blogs – o pessoal e o coletivo. E quando vi, estava tratando de assuntos que eu gostaria de falar no meu blog, mas não tinha essa abertura toda para tratá-lo por lá. Sem falar, na compreensão e cooperação de todas quando as ideias não surgem. Produzimos bom conteúdo e acredito que essa tal comprometimento de cada uma seja ainda mais motivador para continuarmos a cada semana.


2) Nenhuma das gurias se conhece pessoalmente, mas, através do que cada uma escreve no blog e o que conversam fora dele, é possível notar semelhanças e diferenças e imaginar como é cada uma no dia a dia?

Entrando na vibe da minissérie “As Brasileiras”, até as nomeio como: a morena de Alagoas, a rockeira de Sampa, a alternativa de Tocantins, a romântica de Bauru e a mandona do Sul. Não só pelos textos, mas pelas conversas, a gente vive tentando se conhecer melhor... Cada uma fala dos traços da sua personalidade e acabamos desenhando um pouco do que são. Mas observando apenas os textos dá para observar sim quem é a mais descontraída a mais séria. Algumas são mais desprendidas, outras mais comedidas. No final, formamos um grupo que se deu bem, exatamente, por aprender a lidar com as diferenças uma da outra.



3) Por que e como começou seu amor por escrever?

Sempre mantive diários e até hoje tenho, claro que escrevo com menos frequência, mas nasceu da necessidade de me esvaziar. E mesmo que eu contasse algo para minhas amigas algo ficava guardado. Na 8ª série, com a matéria obrigatória de redação a professora foi minha maior incentivadora, porque ela elogiava os meus textos e na primeira vez até me perguntou se fui eu mesma quem o havia escrito. Talvez, ela nunca o saiba que foi a pessoa que mais tenha me influenciado. Demorou mais dois anos para que eu pudesse criar o blog e começar a criar minhas próprias histórias. O projeto Blorkutando na época estava no auge e eu o conheci e na primeira vez que participei ganhei em primeiro lugar. Para qualquer blogueira isso era um mérito de honra! Então passei a escrever sobre o que eu sentia, vivia e a criar. Vejo que tudo isso recuperou aquela minha parte infantil de acreditar em sonhos, porque através do que escrevo fantasio como uma. Me ajudou a passar por fases difíceis e olhando desde o início, como eu mudei – como pessoa e no amadurecimento da escrita.


4) Quais seus planos futuros na sua vida pessoal? Como você se vê aos 40?

Quero ter me graduado em jornalismo e letras/espanhol, minhas duas paixões. Ter viajado e conhecido pelos menos dois países. Talvez, fazer uma pós em SP na área de produção editorial. Casa e carro próprios encaminhados. E os amores, casar e ter filhos estão sim nos meus planos, mas aí são outros 500.


5) De uns tempos para cá nós podemos notar a "transformação" da Bárbara menina, para a Bárbara mulher, digo isso, pois você assumiu a escrita de textos eróticos. O que mudou na sua vida em relação á sexualidade? Conte-nos tudo!
Conversar sobre o tema nunca foi tabu para mim. Dependendo de quem está falando comigo me sinto apta para expor também minhas dúvidas e teorias. Sexo é algo tão natural que devia ser tratado como tal. E escrever sobre, é exatamente por ver que mulheres precisam se abrir para entenderem suas próprias vontades e se despir de alguns preconceitos, porque percebo que alguns homens também estão mudando. Em resumo, eu estou bem resolvida com a minha própria sexualidade e expor o que imagino acerca do assunto não me faz uma pervertida, apenas uma mulher que gosta de sexo. E não vejo problemas em assumir isso. São situações inventadas que por ventura podem acontecer com qualquer uma de nós, a qualquer hora, desde que se permita entregar. Meus contos evoluíram exatamente nisso de sexo romântico de sexo por sexo. Há uma diferença que muitas mulheres não conseguem enxergar. Se será vulgar, depende de quem o lê. O pudor é individual. E porque na prática sabemos que não há regras nem roteiro a ser seguido.  

4 comentários:

Allyne Araújo disse...

A Ursa mostrando ao mundo ao que veio! Cara, a Alternativa do Norte foi demais! e a entrevista como um todo tambem foi super! As perguntas tiveram tudo haver! Gostei Gostando! rsrrsrsrsrsrsrsss bjoooooooooooo

Ana Seerig disse...

Primeiro lugar no Blorkutando na primeira vez que participou? Putz, que inveja! Nas vezes que participei, e não foram muitas - nunca me encontrei no humor pra escrever sobre o tema proposto, acho -, nem fiquei entre os três colocados, que dirá primeiro lugar. Quem pode, pode, né? =P

"a mandona do Sul"? Meigo isso!

Belíssimas respostas, Babs. Adorei! =)

Jeniffer Yara disse...

Me identifiquei tanto com a Bárbara por ela ter tido vários diários e por ainda ter um, sou assim também.
Mas que talento essa menina tem, primeira vez que participou do Blorkutando e já ganhou 1º lugar! Inveja mesmo.haha' Gostei também da opinião dela sobre escrever sobre sexo, não é nada demais, sexo é algo natural.

Beijos ><

Erica Ferro disse...

Adorei a entrevista, Babizinha e Day! *-*
Amaaaay ser chamada de "A morena de Alagoas", viu? AMAAAY! haha

E sobre ter ganhado em primeiro lugar logo de cara no Blorkutando não me surpreende nem um pouco, porque a sua pessoa arrasa no quesito escrever. Obviamente mereceu esse primeiro lugar. ;)

Enfim, ótimas perguntas e ótimas respostas, meninas! ;*

Adorei isso aqui:
"E porque na prática sabemos que não há regras nem roteiro a ser seguido."