Você


Fechei meus olhos pela milésima vez para ver teu sorriso torto, isso se tornou um hábito, concluí segundos depois, enquanto um sorriso brincava na minha face.

- Sinceramente, acho que me conquistaste... - sussurrei ao vento.

Ainda não sei bem quando chamaste minha atenção, só sei que agora você não sai da minha cabeça. Sua maneira de agir, talvez... Ah, garoto! Abri os olhos e me sentei na grama, meio confusa, meio entorpecida.

- Sei tão pouco sobre ti... – murmurei.

Logo a noite vai cair e tudo o que desejo é estar com você, seria errado fazer um pedido a estrela? Bom, ainda não sei. O que sei é que todas as noites antes de dormir peço pra Deus... Hummm... Melhor não!

- Alguns desejos não devem ser verbalizados nem mesmo em pensamentos, como já dizia minha avó... Portanto por agora vou continuar sonhando... Afinal, isso não me faz nenhum mal! – concluí.

Então, me estiquei no tapete verde e fechei meus olhos outra vez.

1 comentários:

Bel Rech disse...

Me vi em lindo gramado verde, com flores perfumadas e sentir que poderia fazer o mesmo pedido...Saudades de um tempo que jamais voltará...
Paz e bem