Lido: A menina que não sabia ler

“Florence and Giles” esse é o nome original do livro de John Harding, narrado em primeira pessoa pela personagem Florence, uma menina de doze anos de idade órfã junto com seu irmão caçula Giles, de oito anos. Após a morte de seus pais os irmãos são mandados à Blithe House a mansão de seu tio, a qual está sob os cuidados da Sra. Grouse, uma mulher sem muitos predicativos, mas bondosa perante as crianças.

Sendo ignorados pelo tio, Sra. Grouse é ordenada a afastar Florence de qualquer conhecimento proibindo-a de aprender a ler e Giles é mandado a um internato, o que vem a calhar no transcorrer da história. No entanto, Florence mostra-se inteligente e ao descobrir a biblioteca na mansão, quiçá, abandonada às traças, aprende a ler sozinha e passa a frequentá-la escondida. Porém, são nesses meses em que o irmão está no colégio que Florence conhece Theo, um menino asmático, de aparência desengonçada, olhar esbugalhado e que passa um período curto na propriedade vizinha. Então ela passa há dividir seu tempo entre a distração de suas tardes com a amizade de Theo e aos seus livros.

Com a dispensa de Giles do colégio, é contratada a preceptora, Sra. Withaker que com pouco tempo de contratada sofre um acidente no lago e morre afogada. Depois do ocorrido, o tio parece preocupar-se mais com as crianças e contrata a misteriosa Sra. Taylor, a qual consegue ser uma mulher dócil com Giles e outra completamente diferente quando fala com Florence e os empregados. A enigmática mulher consegue desvendar o segredo da menina com apenas um olhar e, aos poucos, afasta Giles da irmã, fazendo com que Florence perceba que a temida Sra. Taylor na verdade quer mesmo é levar o seu único parente embora. E é diante dessa trama que o livro percorre.

Ponto positivo: a narração é muito leve e prazerosa, você consegue consumir rápida a história.

Ponto negativo: a começar pelo título, preferia o nome original, pois os fatos não coincidem somente com o fato da menina não saber ler, porque no final das contas ela sabe. O final me pareceu triste e confuso, esperava mais e alguns pontos ficaram em abertos. Mas isso é minha opinião!

Boa leitura!

7 comentários:

Ana Seerig disse...

Pela resenha me pareceu uma mistura de "O leão, a feiticeira e o guarda-roupa" e "O jardim secreto".
De qualquer forma, é sempre uma dica de livro, me pareceu interessante. Se parar na minha mão, com certeza lerei.
Alguém inaugurou o lado cultural desse blog! Que beleza!

Mui bien, Babs!

Allyne Araújo disse...

pra mim, me lembrou o jardim secreto... é parece ser bem legal! eu vou procurar por ele... bjooooo!!! e parabéns Babis!

Jana disse...

Ahhhh, eu estou doidinha pra ler este livro. Comprei-o ano passado mas venho adiando desde então. Estou precisando de uma boa leitura, que flua rápido. Acho que vai ser a chance agora xD

Gessy disse...

Há muito tempo quero ler esse livro, mas não sei quando farei isso, pois tenho muitos outro livros na frente deste, rs
Boa resenha!

Tiêgo R. Alencar disse...

Já amei? Já quero ler? Já fiquei loucamente afim de comprar? Hahahaha, adorei a resenha, Bá! Já ouvi falar no livro e agora minha vontade de lê-lo só aumentou! E parabéns a todas as meninas pelo blog MARAVILHOSO!

Beijo :*

Erica Ferro disse...

Lendo essa resenha, lembrei de "A menina que roubava livros". Não sei se as histórias se parecem e se os finais são tão tristes e desconcertantes, só sei que fiquei com uma vontade bem grande de ler esse livro, Bárbara.
Entrará para a minha lista de espera, com certeza.

Adorei a resenha, viu?

Beijo, coração.

Rebeca Postigo disse...

Bela dica, Babs!!!
Acho que vou me perder na livraria mais próxima...
Hahaha...
Com certeza, vou ler!!!

Bjs