I love books!

Fonte da imagem: we♥it

Livros. Os olhinhos dos bookaholics* brilham de encantamento ao vislumbrarem essa palavra, enquanto os não-adoradores de livros torcem o nariz em reprovação. Sou uma adoradora de livros, do tipo viciada tanto em lê-los quanto em comprá-los (e, mais recentemente, em participar de milhões de promoções na esperança de ganhar uma porção dos meus livros mais desejados).
Leio de tudo um pouco, mas prefiro romances históricos e policiais, sendo que já li bem mais o segundo gênero ao longo da minha vida, por isso a meta desse ano é ler mais de romances históricos.
Quando quero mergulhar na subjetividade, me assombrar com a vida e comigo mesma, leio Clarice Lispector. Quando quero me entregar a uma leitura cheia de aventura, mistério e romance, leio Agatha Christie, Sidney Sheldon e Arthur Conan Doyle. Quando quero simplesmente ler algo leve e poético, leio Martha Madeiros. Resumindo: leio porque eu não sou o suficiente. Leio porque a vida no momento já* não me é suficiente. Leio para conhecer. Leio para esquecer. Leio para me encantar. Leio para aprender. Leio para levar as histórias dos livros no lado esquerdo do peito, nesse músculo pulsante chamado coração. Leio porque adoro. Adoro porque ler é uma delícia.
Ler é poderoso: expande horizontes, desquebra corações, desfaz preconceitos. Ler tem o poder de transformar o ser humano, de torná-lo melhor para si mesmo e para o mundo. Todos são inclinados a mudanças, mas creio que os viciados em livros, aqueles que são insaciáveis por conhecimento, são ainda mais inclinados a mudanças, pois mudam sabendo o porquê de estarem mudando, mudam porque subitamente desvendam um dos mistérios da vida, porque inadvertidamente se encontram consigo mesmos, se assustam com o que viram e abandonam o seu velho eu para parir um eu novo, melhor e mais digno.
Apaixonar-se pelos livros é tão fácil: desconecte sua mente dos problemas, das inutilidades dessa vida, pegue um livro e se aventure pelas páginas dele. Duvido que você continue a mesma pessoa depois disso. Duvido que você não queira ler mais e mais. Duvido que, depois de ter tido um verdadeiro encontro com a leitura, consiga resistir a um caso de amor com esse universo fantástico que é o universo dos livros.

Erica Ferro

Conheça a história do livro aqui.
Tem uma conta no Skoob? Adiciona-me e vamos trocar experiências literárias! ^-^
Ah, gente, um aviso importante: nós, as gurias mais arretadas da blogosfera, escrevemos um conto intitulado "A história de um término inesquecível", que está sendo publicado no blog da nossa querida Gabriele Rohde.
Um abraço da @ericona.
Até próximo sábado!

5 comentários:

Tita disse...

Nossa, que texto inspirado e inspirador! A paixão pelo livro como objeto é pouco compreendido por muitas pessoas. O ritual de comprar, sentar num lugar qualquer ou especial, abrir o livro, sentir seu cheiro, sentir a textura do papel, admirar o contraste entre as letras impressas e a cor do papel...
E depois vem a paixão pelo novo mundo que se abre com a leitura...
Viu só... Teu maravilhoso texto me fez viajar! Amei a foto também! É realmente um sonho de consumo :)

Ro Torres disse...

Caramba Erica!!!!! Que coisa linda... me identifiquei tanto com esse texto! Acredita que me emocionei?! Vc conseguiu expressar com precisão minha relação com os livros. No momento não tenho nada a acrescentar...esta lindo.Parabéns!
Beijos !

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

Ericona.
Até na hora de falar sobre livros.Faz sucesso.
aaaah malditas promoção HAHA
vou seguir sua sugestão e voltar a participar;
e boa sorte.

Dayane Pereira disse...

Cara! Amo livros tb, mas preciso de me comprometer mais com esse vício, vou colocando livros na lista de "quero comprar/ler" mas a correria não me permite.
E essa foto, o quarto dos sonhos!

Ana Seerig disse...

"Ler tem o poder de transformar o ser humano, de torná-lo melhor para si mesmo e para o mundo."

Simples e complexo assim. Belo texto!