Resenha: Julieta, de Anne Fortier





Editora: Sextante
Autora: Anne Fortier
Páginas: 448
Avaliação: ★★★★Muito bom!






Que tal se aprofundar na história que deu origem ao famosíssimo livro de William Shakespeare? Anne Fortier mesclou sua narrativa moderna ao clássico e nos levou ao delírio ao recontar “Romeu e Julieta”.

Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice nasceram em Siena, na Itália, porém foram criadas nos Estados Unidos pela tia-avó Rose e seu mordomo, Umberto, após a morte de seus pais num acidente de carro. As gêmeas desde pequenas se mostram totalmente opostas em seus gostos. Janice é despachada e mimada, enquanto Julie é tímida e fã do romance de Shakespeare, o que posteriormente lhe ajuda a desvendar os mistérios que surgem em sua jornada.

Passam-se mais de 20 anos, e com a morte de sua tia Rose, a vida de Julie dá uma reviravolta. A tia deixa uma carta escrita contando toda – ou parte – da verdade sobre a origem e identidade de suas sobrinhas, Julie descobre seu nome de batismo que é Giulietta Tolomei e o de sua irmã, Giannozza Tolomei. Contudo, na mesma, a tia também revela deixar todos os seus bens para Janice, enquanto Julie deve ir até a Itália recuperar o tesouro que sua mãe deixou. Pensando que poderia ser dinheiro ou joias de família, ela se depara com uma caixa de madeira cheia de papeis, até então, os quais não faziam nenhum sentido. Um antigo exemplar de “Romeu e Julieta”, cartas de sua mãe, esboços de uma antiga escultura e um diário pertencente ao pintor chamado Maestro Ambrogio, que revela a história de rivalidades entre as famílias Tolomei e Salimbeni e da maldição que persegue por gerações ambas as famílias.

A partir daí, o romance de 1340 que inspirou Shakespeare e a trajetória de Julie para descobrir sua verdadeira história são relatadas em paralelo. E, sabendo do final eminentemente trágico, Julie confia em todos que possam lhe auxiliar quando até mesmo uma descendente Salimbeni se propõe a ajudá-la, Eva Maria e seu afilhado, Alessandro. Tudo em prol para que a maldição seja desfeita o mais rápido possível, pois ao que tudo indica ela será a próxima vítima. Diante dessas situações, Julie ainda encontra esperanças em conhecer seu Romeo Marescotti como conta o enredo.

Paixão, intrigas, mistérios, enigmas e revelações. Com riqueza de detalhes, Anne descreve minimamente e nos faz crer que tudo isso fora real. Nos últimos capítulos consumimos cada página com uma aflição descomunal quando pensamos que todos os segredos já foram revelados outras reviravoltas acontecem.

Pontos negativos: confesso que a leitura até engrenar demorou, o que me fez pensar até desistir sem nem chegar na metade do livro. Porém...

Pontos fortes: tive um caso de amor e ódio com Julie, ela é dessas personagens inocentes que acreditam genuinamente no amor e passa o livro inteiro em busca disso. Sem falar nos outros personagens que nos fisgam e dão emoção à história. Enfim, indico!

4 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Ahhh...
Acho que tenho mais um livro pra adquirir...
Hahaha...
Adorei a resenha, Babs!!!

Bjs

Allyne Araújo disse...

Adorei a historia tb!!!!! Parece ser muito boa.. Otima resenha dona! bjooooooo

Dayane Pereira disse...

Só pela capa eu tive vontade de comprar esse livro.. Quero ler!

Erica Ferro disse...

Ai, Babizinha, arrasou na resenha!
Deu muita vontade de ler!
Ah se o meu dinheiro desse pra comprar todos os livros que eu quero! =P

:*