Tributo à Legião Urbana

Só agora tive tempo para assistir o Tributo à Legião com Wagner Moura, que aconteceu na última terça-feira. Escutei muitos comentários dos críticos de plantão reclamando da desafinação de Wagner. Eu nunca ouvi falar na minha vida que Wagner era cantor (ele tem uma banda chamada Sua Mãe), sempre o conheci como ator. Além de ator, Wagner é um fã de Legião, como eu e como você, talvez. 

Sempre acreditei que um ator deveria ser versátil, e creio que quando um ator se porpõe a cantar, dançar, ou fazer o que sejá lá for, ele está mostrando que é um ator de verdade. Talvez um fã qualquer poderia cantar melhor, mas não tivesse a coragem de dar a cara a tapa de assumir a responsabilidade enorme de bancar o Renato Russo. E acredito que Wagner Moura mereça nosso respeito apenas por ter dado o melhor de si, e proporcionado momentos de emoção para os saudosos fã de Legião.

Dito isso, quero expor as minhas emoções.. Legião Urbana marcou a minha infãncia, e assim como disse Wagner, "mudou a minha vida" também. É muito forte talvez dizer algo assim, mas é verdade. Mais do que qualquer banda, fato ou situação, Legião mudou minha vida. Por causa dessa banda tive momentos reflexivos, comecei a escrever musicas, comecei a entender melhor a música. A música passou a fazer diferença pra mim, a letra, a complexidade, eu me tornei uma pessoa melhor. Eu tinha apenas 14 anos.

Não importa quem cante Legião hoje, Renato não volta. É uma coisa obvia, mas tenho que comentar pois, algumas pessoas não entendem o que significa tributo, parece que pensam que o artista irá reencarnar. Não é assim, infelizmente não é assim. Todos cantaram com a alma e coração, todos estavam ali pela música. Quem é/foi fã, entende.

A musica do Legião traduzia nossa juventude, foi a voz da nossa liberdade, dos nossos medos, nossas dúvidas, mesmo sendo escrita anos antes de nascermos. 

E quem viveu essa época soube aproveitar o show como deve ser aproveitado, já foi o tempo de reclamações.

__________________________________________________________
Ps: Lembro de quando eu tinha meus momentos adolescentes sabe, e nao queria falar. Daí eu escrevia o que estava sentindo com as letras das músicas do Legião. Existia um pedaço de mim em cada uma delas. Ainda existe.

@PetitDay

1 comentários:

Erica Ferro disse...

Eu não vi o tributo, mas gostaria de ver. Adoro Legião Urbana e sei reconhecer o grande poeta que o Renato era.
É verdade, Day, eu também creio que a essência de um tributo não é reencarnar um cantor, e sim fazer uma homenagem, relembrar o quanto que a música de tal artista nos fazia bem, cantar com a alma e o coração. Isso que importa.

"A musica do Legião traduzia nossa juventude, foi a voz da nossa liberdade, dos nossos medos, nossas dúvidas, mesmo sendo escrita anos antes de nascermos."

Adorei!