Road Triping





“Desta vez sou eu quem está atravessando a ponte, correndo atrás daquilo que sempre sonhei: sair por ai à toa e sem horas para voltar. E o irônico nisso tudo é saber, que mesmo fora de controle isto não me deixa paranoica, pelo contrário. Apesar de ter Gabe como a desculpa perfeita para desorganizar minha cabeça e ter meu coração partido em pedaços, me esqueci de que chorar era o único fim. 

Acho que resolvi apenas me deixar conhecer, sentir as coisas mais bobas que atravessam a minha mente, como quando éramos crianças e a única preocupação eram com os horários do desenho animado, ou se os amigos iriam demorar... De repente, nós crescemos e passamos o resto de nossas vidas sem sabermos nos libertar, e isso é um fato que venho percebendo ultimamente.

As pessoas sempre diziam que eu era Bárbara Kilt, a filha mais nova e herdeira inconfundível dos ares implicante do meu pai, mas à medida que fui crescendo isto se tornava cada vez mais distante. Eu estava mais e mais me parecendo com minha mãe, a delicada e por vezes concentrada Elizabeth, que por sua vez se caracterizava por ser incapaz de se arriscar em assuntos fugasses, e pronta a ganhar em negócios concretos. 

Reza a lenda, que meu pai é quem se tornou hoje em dia pelas mãos fortes da minha mãe, mas eu enxergo isto como uma mera desculpa pra justificar a lerdeza do velho, pois vejamos... Quem seria minha mãe sem ele, e o que seria de nós sem suas constantes mudanças de humor? Nada do que somos agora, isto digo de certeza. Tudo se combina. Meu problema não é com eles, meus pais ou o mundo, se não comigo mesma e minhas escolhas ruins, e este é o preço: Fugir.”
10° Fragmento/Uma história qualquer e sem nome.
Allyne Araújo.

P.s: Faz algum tempo que comecei essa estória, e mais tempo ainda que parei de escreve-la. Na falta do que escrever hj pro Gurias, resolvi trazer um trechinho dela pra cá. Vamos ver se isso me impulsiona a continua-la. Boa semana pra vcs!
* Red Hot Chili Peppers -  Road Triping. Desculpa, mas precisei pegar o título emprestado pra colocar nesse post. 
Imagem do site: Posts à beira mar e de Elena Kasatkina (A fotografa).


1 comentários:

Layanne Eduarda disse...

Nossa, parou de escrever pq? Quando fica interessante, acaba :( Continua sim, e fica postando trechos aqui. ^^