Egal: a melhor palavra do alemão

"Pra mim tanto faz", ou algo assim. 
Em um dicionário português-inglês, "egal" é traduzido como "indiferente". Na verdade, vai além disso. Pelo menos pra mim. É aquele "tanto faz", "azar", nada mais do que o "ligar o foda-se". Nos meus últimos (e angustiantes) dias na Gastfamilie, essa se tornou minha palavra. Um acordo, até, que fiz com uma amiga de lá. "Alles ist egal!" e pronto. Nada de ficar remoendo coisa, pensando no que os outros vão pensar, no certo e no errado, em atrapalhar ou não... Em resumo, nada de ficar enchendo a cabeça de minhoca sem sentido. Tudo é EGAL! (Desculpa, não consigo traduzir essa palavra. Egal é egal.)

E é essa uma das faltas que a Alemanha faz: poder usar e abusar do egal. Poder fazer e desfazer tudo a nosso bel prazer. Sair sozinha, beber e falar com as pessoas apenas por ser divertido, sem se preocupar com os outros olhando e analisando. Decidir de um dia pro outro viajar, seja sozinha ou com os amigos, sem ter muitas explicações pra dar. Decidir ficar em casa mesmo tendo tido a intenção de sair, apenas pelo prazer de abusar da preguiça. 

Egal o que vamos fazer. Egal o que não vamos fazer. Egal o que dizemos. Egal o que não dizemos e os outros imaginam. Egal a mania detalhista alemã que pode nos deixar neuróticos. Egal ser as únicas a subir em bancos agarradas a copos de cerveja e cantar "99 Luftballons". Egal perder o trem e passar a noite no sofá de um estranho. Egal o trem estar lotado e sentar horas no corredor. Egal pegar carona com alguém que tu conhece só há algumas horas. Egal tu fazer fiasco cantando em português pelas ruas de Munique. Egal passar a noite na estação por mera economia de dinheiro. Egal, egal, egal... alles ganz egal!

Essa é das coisas que tenho que aprender a aplicar aqui: o uso da palavra "egal". É, sem dúvida, libertador. (E "egal" se diz exatamente assim: "egal". Pratique, é edificante.)

2 comentários:

Allyne Araújo disse...

Me recuso a escrever em alemão, porque assim como tantas outras línguas eu não o domino. rrsrsr.. mas cara, tanto faz mesmo. E esse negocio é tão libertador quando usar o belo foda-se. Até soou como música no final o teu post, o q é bem legal! Bem q falei "creio, vc vai achar algo pra falar até lá", e olha ai: Ficou ótimo! Bjão.

valdeir vieira da silva disse...

Muito bom!

http://www.valdeirvieira.com/porto-maravilha/